logo CEGAA

SFbBox by PSD-Loft.com Website

Vinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo Slider

ARAN reuniu profissionais da atividade de pronto-socorro na Mealhada

 

A ARAN realizou este sábado na Quinta dos Três Pinheiros, Mealhada, mais uma Reunião de Rebocadores

com o objetivo de debater os assuntos que preocupam os empresários de pronto-socorro e que exigem urgente resolução. Esta reunião contou com a presença de mais de 80 participantes.

 

Na sessão de abertura, a Secretária-geral da ARAN, Dra. Neli Valkanova informou sobre as reuniões realizadas com a Comissão dos Assuntos Económicos da Assembleia da Republica, com o Presidente do Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT), com o Secretário de Estado de Proteção Civili e o com Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, com intuito de apresentar mais uma vez os assuntos pertinentes para o setor.

 

Em representação da Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT) estiveram na reunião o Dr. Manuel Roxo da Direção de Serviços de apoio à Atividade Inspetiva e a Dra. Isabel Vieira – Subdiretora /Unidade Local de Penafiel , o Eng. Manuel Góis – Diretor Regional de Mobilidade e Transportes do Centro (IMT) e o Eng. Marco Araújo -Responsável da Delegação Norte do CEPRA. Os moderadores do debate foram o Eng. Jorge Jacob - Presidente da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) e a Dra. Tânia Sofia Mota - Advogada da ARAN.

 

Contou-se ainda com a presença da deputada da Assembleia da República, Dra. Diana Ferreira, que mencionou mais uma vez a Resolução da Assembleia da República sobre classificação do serviço de pronto socorro como prioritário e urgente e tomou nota das propostas que foram sugeridas no decorrer da reunião, com a promessa de que irão ser colocadas na Assembleia da República para discussão.

 

Pode avançar-se que, questões como os tempos de condução e repouso, as autorizações especiais de trânsito, pesos, questões contratuais com as seguradoras, o acesso à atividade, a formação, e principalmente, a segurança, foram os temas mais discutidos e os que causaram mais dúvidas.

 

A ARAN compromete-se a manter o contacto com estas entidades e com os grupos parlamentares da Assembleia da República para que seja possível uma resolução dos problemas, das condições de trabalho e da forma como o serviço de pronto-socorro é visto pelas entidades reguladoras e por todos os utilizadores. Um serviço de utilidade pública, de primeira intervenção e auxílio na estrada.

 

Em breve, a ARAN divulgará informação sobre a continuidade dos temas abordados e resultados das reuniões que irão ser agendadas.